Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Editoria D
Início do conteúdo da página
Tempo e clima

Aparelho atenderá a uma das metas do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Alertas de Desastres Naturais

III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA E I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE

A Universidade Federal do Pará – UFPA, por meio da Coordenadoria de Acessibilidade – SAEST/CoAcess, a Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA por meio do  Núcleo Amazônico de Acessibilidade, inclusão e Tecnologia - ACESSAR/UFRA e a Universidade do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA por meio do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica - NAIA realizarão nos dias 17 e 18 de setembro de 2018, O III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA com a finalidade de proporcionar ambientes para a socialização de conhecimentos, onde serão divulgadas as experiências entre alunos, professores e pesquisadores  sobre a prática da educação especial. O evento irá congregar especialistas  para discutir o tema "A Inclusão do Público Alvo da Educação Especial: Avanços, Perspectivas e desafios da educação básica ao ensino superior.”  Na ocasião será realizado o I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE que tem como objetivo a formulação coletiva de proposições para a melhoria da inclusão do público alvo da educação especial no ensino superior e a atuação dos núcleos de acessibilidade na região Norte do Brasil.  Inscrições no site: http://sait2018.ufra.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=281          

Núcleo Acessar oferece oportunidade de estágio para alunos do ensino médio com vaga para PCD.

  As inscrições serão realizadas presencialmente nos dias 16/07/2018 a 20/07/2018 na Universidade Federal Rural da Amazônia/UFRA, no Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia - ACESSAR, localizado em frente ao novo prédio da Zootecnia, no horário das 08:00 ás 12:00 e das 14:00 ás 17:00 horas, conforme o cronograma do edital. Clik no link para edital completo. http://www.proex.ufra.edu.br/images/EDITAL%20PROEX-%20ENS.%20M%C3%89DIO%20ACESSAR.pdf.  

As inscrições iniciaram hoje, corre que são apenas 25 vagas

Enviado por yasmincpassos em seg, 05/02/2018 - 20:27 Pela primeira vez, a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), em Belém, oferta cursinho preparatório gratuito para alunos que vão fazer o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), porém com conteúdo repassado todo em Libras, a língua brasileira de sinais. O projeto oferta 25 vagas e recebe inscrições das 8h às 11h30, de segunda-feira (5) até sexta-feira (9). As matrículas devem ser efetuadas no Bloco do curso de Letras/Libras da UFRA. As aulas vão de março a outubro, no campus da UFRA em Belém, prédio de Letras/Libras, sempre das 7h30 às 12h30, de segunda a sábado. O início das aulas está previsto para 5 de março. Para se inscrever o aluno surdo precisa apresentar comprovante de matrícula no 3º ano do Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos correspondente ao Ensino Médio ou Histórico Escolar de Conclusão destes (fotocópia); RG (original e fotocópia); Uma foto 3x4 recente; Comprovante de residência atualizado (fotocópia); Certidão de Nascimento ou Casamento (fotocópia); Segundo a coordenadora do cursinho bilingue, professora Pâmela Matos, que é surda, o número ainda é reduzido de vagas, mas isso vai garantir que cada aluno possa ser acompanhado de acordo com a sua necessidade. “O aluno surdo encontra muitas barreiras educacionais, não é uma questão de inteligência e sim de dificuldade de acesso, principalmente na língua, e nosso objetivo aqui é contribuir com suas necessidades, excluindo as barreiras. Há muitos cursinhos preparatórios, mas o foco sempre são os ouvintes. Eu mesma tive muita dificuldade de entender conteúdos, principalmente porque os professores não eram preparados pra me ensinar, não sabiam a minha língua que é libras e isso causou um certo distanciamento entre nós comprometendo o meu aprendizado”, diz a professora. As aulas seguirão todo o conteúdo do ENEM, com uma diferença: a inclusão de uma disciplina de Libras, para o caso de ocorrerem alunos surdos que ainda tenham dificuldade em se comunicar pela sua língua-mãe. O projeto faz parte do programa de pesquisa e extensão “Amalibras” do Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (Acessar/UFRA) e vai ocorrer em parceria com o curso de Licenciatura em Letras Libras e o Centro Acadêmico de Letras LIBRAS e com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Instituto CiberEspacial (Icibe/UFRA) e voluntários de outras Instituições de ensino superior. Candidatos surdos no Enem O Enem 2017 recebeu inscrições de 1.310 pessoas surdas e 3.683 pessoas deficientes auditivas, conforme informações divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A iniciativa do cursinho Bilingue também busca dar oportunidade para que o aluno surdo consiga ter acesso ao ensino superior, principalmente após a lei Nº 13.409/2016, que determina que as universidades federais reservem vagas para PCD dentro do programa de cotas das instituições. Visualizado:https://g1.globo.com/pa/para/noticia/ufra-oferta-cursinho-preparatorio-p... - de:05/02/2018 às 20:26 

chapéu por título alternativo

Aparelho atenderá a uma das metas do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Alertas de Desastres Naturais

Módulo de manchete lateral

Tempo e clima

Ministério inaugura radar meteorológico em Natal (RN)

Aparelho atenderá a uma das metas do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Alertas de Desastres Naturais

III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA E I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE

A Universidade Federal do Pará – UFPA, por meio da Coordenadoria de Acessibilidade – SAEST/CoAcess, a Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA por meio do  Núcleo Amazônico de Acessibilidade, inclusão e Tecnologia - ACESSAR/UFRA e a Universidade do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA por meio do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica - NAIA realizarão nos dias 17 e 18 de setembro de 2018, O III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA com a finalidade de proporcionar ambientes para a socialização de conhecimentos, onde serão divulgadas as experiências entre alunos, professores e pesquisadores  sobre a prática da educação especial. O evento irá congregar especialistas  para discutir o tema "A Inclusão do Público Alvo da Educação Especial: Avanços, Perspectivas e desafios da educação básica ao ensino superior.”  Na ocasião será realizado o I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE que tem como objetivo a formulação coletiva de proposições para a melhoria da inclusão do público alvo da educação especial no ensino superior e a atuação dos núcleos de acessibilidade na região Norte do Brasil.  Inscrições no site: http://sait2018.ufra.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=281          

Núcleo Acessar oferece oportunidade de estágio para alunos do ensino médio com vaga para PCD.

  As inscrições serão realizadas presencialmente nos dias 16/07/2018 a 20/07/2018 na Universidade Federal Rural da Amazônia/UFRA, no Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia - ACESSAR, localizado em frente ao novo prédio da Zootecnia, no horário das 08:00 ás 12:00 e das 14:00 ás 17:00 horas, conforme o cronograma do edital. Clik no link para edital completo. http://www.proex.ufra.edu.br/images/EDITAL%20PROEX-%20ENS.%20M%C3%89DIO%20ACESSAR.pdf.  

As inscrições iniciaram hoje, corre que são apenas 25 vagas

Enviado por yasmincpassos em seg, 05/02/2018 - 20:27 Pela primeira vez, a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), em Belém, oferta cursinho preparatório gratuito para alunos que vão fazer o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), porém com conteúdo repassado todo em Libras, a língua brasileira de sinais. O projeto oferta 25 vagas e recebe inscrições das 8h às 11h30, de segunda-feira (5) até sexta-feira (9). As matrículas devem ser efetuadas no Bloco do curso de Letras/Libras da UFRA. As aulas vão de março a outubro, no campus da UFRA em Belém, prédio de Letras/Libras, sempre das 7h30 às 12h30, de segunda a sábado. O início das aulas está previsto para 5 de março. Para se inscrever o aluno surdo precisa apresentar comprovante de matrícula no 3º ano do Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos correspondente ao Ensino Médio ou Histórico Escolar de Conclusão destes (fotocópia); RG (original e fotocópia); Uma foto 3x4 recente; Comprovante de residência atualizado (fotocópia); Certidão de Nascimento ou Casamento (fotocópia); Segundo a coordenadora do cursinho bilingue, professora Pâmela Matos, que é surda, o número ainda é reduzido de vagas, mas isso vai garantir que cada aluno possa ser acompanhado de acordo com a sua necessidade. “O aluno surdo encontra muitas barreiras educacionais, não é uma questão de inteligência e sim de dificuldade de acesso, principalmente na língua, e nosso objetivo aqui é contribuir com suas necessidades, excluindo as barreiras. Há muitos cursinhos preparatórios, mas o foco sempre são os ouvintes. Eu mesma tive muita dificuldade de entender conteúdos, principalmente porque os professores não eram preparados pra me ensinar, não sabiam a minha língua que é libras e isso causou um certo distanciamento entre nós comprometendo o meu aprendizado”, diz a professora. As aulas seguirão todo o conteúdo do ENEM, com uma diferença: a inclusão de uma disciplina de Libras, para o caso de ocorrerem alunos surdos que ainda tenham dificuldade em se comunicar pela sua língua-mãe. O projeto faz parte do programa de pesquisa e extensão “Amalibras” do Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (Acessar/UFRA) e vai ocorrer em parceria com o curso de Licenciatura em Letras Libras e o Centro Acadêmico de Letras LIBRAS e com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Instituto CiberEspacial (Icibe/UFRA) e voluntários de outras Instituições de ensino superior. Candidatos surdos no Enem O Enem 2017 recebeu inscrições de 1.310 pessoas surdas e 3.683 pessoas deficientes auditivas, conforme informações divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A iniciativa do cursinho Bilingue também busca dar oportunidade para que o aluno surdo consiga ter acesso ao ensino superior, principalmente após a lei Nº 13.409/2016, que determina que as universidades federais reservem vagas para PCD dentro do programa de cotas das instituições. Visualizado:https://g1.globo.com/pa/para/noticia/ufra-oferta-cursinho-preparatorio-p... - de:05/02/2018 às 20:26 

Módulo de manchete lateral - outro exemplo

Ministério inaugura radar meteorológico em Natal (RN)

Aparelho atenderá a uma das metas do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Alertas de Desastres Naturais

III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA E I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE

A Universidade Federal do Pará – UFPA, por meio da Coordenadoria de Acessibilidade – SAEST/CoAcess, a Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA por meio do  Núcleo Amazônico de Acessibilidade, inclusão e Tecnologia - ACESSAR/UFRA e a Universidade do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA por meio do Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Acadêmica - NAIA realizarão nos dias 17 e 18 de setembro de 2018, O III SEMINÁRIO NACIONAL DE ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E TECNOLOGIA com a finalidade de proporcionar ambientes para a socialização de conhecimentos, onde serão divulgadas as experiências entre alunos, professores e pesquisadores  sobre a prática da educação especial. O evento irá congregar especialistas  para discutir o tema "A Inclusão do Público Alvo da Educação Especial: Avanços, Perspectivas e desafios da educação básica ao ensino superior.”  Na ocasião será realizado o I FÓRUM PERMANENTE DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO NORTE que tem como objetivo a formulação coletiva de proposições para a melhoria da inclusão do público alvo da educação especial no ensino superior e a atuação dos núcleos de acessibilidade na região Norte do Brasil.  Inscrições no site: http://sait2018.ufra.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=80&Itemid=281          

Núcleo Acessar oferece oportunidade de estágio para alunos do ensino médio com vaga para PCD.

  As inscrições serão realizadas presencialmente nos dias 16/07/2018 a 20/07/2018 na Universidade Federal Rural da Amazônia/UFRA, no Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia - ACESSAR, localizado em frente ao novo prédio da Zootecnia, no horário das 08:00 ás 12:00 e das 14:00 ás 17:00 horas, conforme o cronograma do edital. Clik no link para edital completo. http://www.proex.ufra.edu.br/images/EDITAL%20PROEX-%20ENS.%20M%C3%89DIO%20ACESSAR.pdf.  

As inscrições iniciaram hoje, corre que são apenas 25 vagas

Enviado por yasmincpassos em seg, 05/02/2018 - 20:27 Pela primeira vez, a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), em Belém, oferta cursinho preparatório gratuito para alunos que vão fazer o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM), porém com conteúdo repassado todo em Libras, a língua brasileira de sinais. O projeto oferta 25 vagas e recebe inscrições das 8h às 11h30, de segunda-feira (5) até sexta-feira (9). As matrículas devem ser efetuadas no Bloco do curso de Letras/Libras da UFRA. As aulas vão de março a outubro, no campus da UFRA em Belém, prédio de Letras/Libras, sempre das 7h30 às 12h30, de segunda a sábado. O início das aulas está previsto para 5 de março. Para se inscrever o aluno surdo precisa apresentar comprovante de matrícula no 3º ano do Ensino Médio na Educação de Jovens e Adultos correspondente ao Ensino Médio ou Histórico Escolar de Conclusão destes (fotocópia); RG (original e fotocópia); Uma foto 3x4 recente; Comprovante de residência atualizado (fotocópia); Certidão de Nascimento ou Casamento (fotocópia); Segundo a coordenadora do cursinho bilingue, professora Pâmela Matos, que é surda, o número ainda é reduzido de vagas, mas isso vai garantir que cada aluno possa ser acompanhado de acordo com a sua necessidade. “O aluno surdo encontra muitas barreiras educacionais, não é uma questão de inteligência e sim de dificuldade de acesso, principalmente na língua, e nosso objetivo aqui é contribuir com suas necessidades, excluindo as barreiras. Há muitos cursinhos preparatórios, mas o foco sempre são os ouvintes. Eu mesma tive muita dificuldade de entender conteúdos, principalmente porque os professores não eram preparados pra me ensinar, não sabiam a minha língua que é libras e isso causou um certo distanciamento entre nós comprometendo o meu aprendizado”, diz a professora. As aulas seguirão todo o conteúdo do ENEM, com uma diferença: a inclusão de uma disciplina de Libras, para o caso de ocorrerem alunos surdos que ainda tenham dificuldade em se comunicar pela sua língua-mãe. O projeto faz parte do programa de pesquisa e extensão “Amalibras” do Núcleo Amazônico de Acessibilidade, Inclusão e Tecnologia (Acessar/UFRA) e vai ocorrer em parceria com o curso de Licenciatura em Letras Libras e o Centro Acadêmico de Letras LIBRAS e com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Instituto CiberEspacial (Icibe/UFRA) e voluntários de outras Instituições de ensino superior. Candidatos surdos no Enem O Enem 2017 recebeu inscrições de 1.310 pessoas surdas e 3.683 pessoas deficientes auditivas, conforme informações divulgadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A iniciativa do cursinho Bilingue também busca dar oportunidade para que o aluno surdo consiga ter acesso ao ensino superior, principalmente após a lei Nº 13.409/2016, que determina que as universidades federais reservem vagas para PCD dentro do programa de cotas das instituições. Visualizado:https://g1.globo.com/pa/para/noticia/ufra-oferta-cursinho-preparatorio-p... - de:05/02/2018 às 20:26 

Fim do conteúdo da página